Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

Compartilhe

Notícias

Bom Saber


Eu e o mundo de Deming sem métricas

Postado 2019/02/03

 

Para Edward Deming, o emprego de métricas e metas no chão de fábrica deveria ser abolido. Esta visão compõe um dos 14 princípios de Deming para a qualidade de produtos e serviços.

Qual seu parecer a respeito deste princípio? 

Métricas e metas contribuem, entre outros tantos argumentos, para “estimular no colaborador o orgulho pelo seu trabalho”, uma vez que o indivíduo adulto pode identificar o quanto foi útil para a equipe através de seus indicadores. Uns colaboradores podem atingir bons resultados, outros, resultados aquém das expectativas, mas o ambiente de competição não se torna prejudicial, quando outro princípio de Deming é levado em consideração: o princípio que assegura “ambientes sem medo” nos quais o não atingimento de metas não deve levar a punições. Resultados podem ser melhorados quando é empregado outro conceito bem definido em dois princípios de Deming: “Treinamentos “In company”” e  “Estímulo à formação e ao auto aperfeiçoamento”.

Ainda, pelos princípios, quando entendemos a “qualidade como responsabilidade de todos” vemos, antes de qualquer coisa, adultos em todos os níveis da organização os quais tem de estar cientes do que acontece ao seu redor, com as suas atividades e como elas estão impactando, dia a dia, nos resultados do seu negócio. Métricas e metas só ajudam.

Levando em conta estes cinco princípios: “estimular no colaborador o orgulho pelo seu trabalho”; “ambientes sem medo”; “treinamentos “In company””; “estímulo à formação e ao auto aperfeiçoamento” e a “qualidade como responsabilidade de todos”, aquele princípio que reza que devemos ter “ambientes sem métricas no chão de fábrica” apresenta uma relação custo & benefício desfavorável. Daí, pessoalmente, eu desconhecer empresas reconhecidamente vencedoras e preocupadas com resultados que desconsiderem a importância de métricas e metas no chão de fábrica.

É provável que eu ainda não tenha entendido a verdadeira essência deste princípio.

É possível que Deming estivesse em outra dimensão ainda verdadeiramente utópica para mim.

De qualquer forma, à Deming, o meu respeito.

 

 

Licença Creative Commons
O trabalho "Eu e o mundo de Deming sem métricas" de Carlos Santarem está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://squalidade.com.br/.



Política de cookies

Este site utiliza cookies para armazenar informações no seu computador.

Você aceita?