Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

Compartilhe

Glossário


B

 

BACK ORDER

Pedido em atraso.

BACK SCHEDULING

Programação retrocedente.

BACKLOG

Pedido pendente.

BAIA

Denominação utilizada nas indústrias para áreas geralmente abertas, destinadas ao armazenamento de insumos. São numeradas para localização, identificação e controle.

BAR CODE

Código de barras.

BARREIRAS TARIFÁRIAS

Também chamadas de barreiras aduaneiras, são restrições alfandegárias estabelecidas por um país, principalmente, por imposições tributárias discriminatórias, tarifas ou direitos aduaneiros ampliados sobre os produtos do outro país, visando impedir ou conter a sua entrada no mercado do importador. Estudos e acordos sobre as barreiras aduaneiras são discutidos e decididos no âmbito da organização mundial do comércio - OMC.

BARREIRAS TÉCNICAS

São medidas relacionadas a regulamentos técnicos, normas e procedimentos para avaliação da conformidade, que podem vir a criar obstáculos ao comércio.

BATCH PICK

Separação em lote.

BATCH PROCESSING

Processamento em lotes

BENCHMARKING OU MARCOS REFERENCIAIS

  • Processo sistemático usado para estabelecer metas para melhorias no processo, nas funções, nos produtos etc., comparando uma empresa com outras. As medidas de benchmark derivam, em geral, de outras empresas que apresentam o desempenho “melhor da classe”, não sendo necessariamente concorrentes. A empresa tem que adaptar o modelo, de acordo com o seu dia a dia (próprias características).
  • Técnica usada para determinar as "melhores" práticas para um processo ou produto em particular.
  • Segundo International Benchmarking Clearinghouse (IBC), o benchmarking é um processo sistemático e contínuo de medida e comparação das práticas de uma organização com as das líderes mundiais, no sentido de obter informações que a possam ajudar a melhorar o seu nível de desempenho. Ou seja, é uma técnica de observação e adaptação das melhores práticas das melhores empresas, que, no entanto, não deve ser confundida com a espionagem industrial. A rank xerox é considerada a empresa pioneira na aplicação do benchmarking.

BIG-BAG

Expressão popular de se chamar os contentores flexíveis.

BLOCAGEM OU BLOCK STACKING

Empilhamento simples sem uso de porta-paletes, no qual os paletes são empilhados diretamente no chão.

BLOCK STACKING

Empilhamento dos paletes diretamente no chão.

BPF

Boas práticas de fabricação.

BRAINSTORMING (TEMPESTADE DE IDÉIAS)

  • Um grupo de pessoas tendo ideias sobre um determinado assunto ou problema, sem censura, com alguém estimulando a todos e anotando tudo falado.
  • Também conhecido como "tempestade cerebral" ou "toró de palpites", é uma técnica usada para ajudar a criar o máximo de ideias possíveis em curto período de tempo. As pessoas dão suas ideias e à medida que elas aparecem, são listadas. Neste momento, é mais importante a quantidade, o fluxo de ideias. O objetivo é que uma palavra ou ideia "complemente" a outra. As ideias devem ser escritas com as mesmas palavras utilizadas pela pessoa, não devendo ser interpretadas. Esta prática proporciona o entusiasmo no grupo, o envolvimento de todos e, normalmente, resulta em soluções originais para os problemas.
  • É uma técnica para reuniões de grupo que visa ajudar os participantes a vencer as suas limitações em termos de inovação e criatividade. Criada por Osborn em 1963, uma sessão de brainstorming pode durar desde alguns minutos até várias horas, consoante as pessoas e a dificuldade do tema. Em regra, as reuniões não costumam ultrapassar os 30 minutos. O brainstorming tem quatro regras de ouro: nunca critique uma sugestão; encoraje as ideias bizarras; prefira a quantidade à qualidade; e não respeite a propriedade intelectual. Além de zelar para que todos os participantes (geralmente entre 6 e 12 pessoas) cumpram as regras, o líder da sessão deve manter um ambiente relaxante e propício à geração de novas ideias.

BRAND MANAGEMENT

O conceito de brand management (gestão de marcas) significa o desenvolvimento sistemático do valor de uma marca. Longe vão os tempos em que era apenas uma função de ligação entre o departamento de produção e as agências de publicidade. A partir dos anos 80, as empresas começaram a considerar a imagem de marca como um ativo estratégico das empresas (algumas atribuem-lhe um valor nas suas demonstrações financeiras). O objetivo da gestão de marcas é criar uma identidade largamente reconhecida pelo mercado-alvo a atingir. A atribuição de um nome ou uma marca a um produto designa-se branding.

BREAK-EVEN

É um modo simples e eficaz de medir a rentabilidade (ou prejuízo) de uma empresa ou de uma operação financeira. Permite igualmente fazer simulações alterando as variáveis de cálculo. O objetivo desta análise é a determinação do break-even point (ponto morto das vendas), no qual o valor das receitas da empresa (lucro de vendas) é igual aos seus custos totais (somatório dos custos fixos e variáveis). Logo, este será o ponto de equilíbrio em que a empresa nem perde nem ganha dinheiro. Acima do break-even point a empresa terá lucros, e abaixo dele terá prejuízos. Outro conceito relevante é o da margem de contribuição (ponto em que as receitas igualam os custos variáveis).

BREAK-EVEN POINT

É o nível de produção ou nível de volume de vendas a partir do qual o empreendimento ou negócio se torna rentável. Qualquer valor abaixo do ponto de equilíbrio significa prejuízo.

BSC

Balanced Scorecard ou indicadores de desempenho organizacional.

BULK CARGO

Carga à granel, ou seja, sem embalagem.

BULK STORAGE

Estocagem à granel.

BUSINESS INTELLIGENCE

Conjunto de softwares que ajudam em decisões estratégicas.

Política de cookies

Este site utiliza cookies para armazenar informações no seu computador.

Você aceita?